Envelher. Uma palavra que nos assusta mas sendo um processo natural temos de o aceitar e levar da melhor forma. Tal como os humanos, os nossos companheiros também envelhecem. Tanto nos cães como nos gatos diversos problemas podem e vão surgir, tais como, dificuldades motoras, disfunção cognitiva e possivelmente o aparecimento de doenças associadas ao desgaste do corpo ao longo dos anos. Nos gatos, como são animais mais suscetíveis a esconder as suas fragilidades teremos de estar mais atentos.

Não se assuste! Vamos falar aqui de algumas dicas para ajudar o seu pequeno felino a viver esta fase da melhor forma.

A idade a que um gato passa a ser sénior é variável, mas pudemos dizer que em média os 12 anos são a fase de passagem. Porém a partir dos 8/9 anos vamos estar atentos a sinais que podem ser mais precoces em alguns gatos.

 

 

 1. Problemas Locomotores

Um dos primeiros sinais de velhice num animal são as dificuldades motoras. O seu gato pode sofrer de artrites ou artroses. Contudo, pode não ser assim tão percetível num gato a presença desta doença. Devemos ficar atentos aos seguintes sinais: não subir com tanta facilidade para locais habituais, deixar de subir para locais habituais, começar a fazer as fezes fora da caixa de areia ou deixar de comer/beber.

2. Selinidade Felina

Os gatos podem sofrer de selinidade/demência. Sinais que podem significar que estamos perante uma situação dessas são: perda de capacidade de aprender, perda de memoria (deixam de localizar a agua, comida e areia), esquecer momentaneamente de uma ordem ou palavra que antes entendiam sem nenhuma dificuldade, podem deixar de subir para a cama porque se esquecem de como se faz (mas também pode ser um problema locomotor), vocalizações excessivas principalmente durante a noite, deixarem de estar confortáveis em situações que anteriormente lhes era normal, desorientação espacial, perda de hábitos de higiene.

3. Recursos Básicos

Os gatos podem sofrer de selinidade/demência. Sinais que podem significar que estamos perante uma situação dessas são: perda de capacidade de aprender, perda de memoria (deixam de localizar a agua, comida e areia), esquecer momentaneamente de uma ordem ou palavra que antes entendiam sem nenhuma dificuldade, podem deixar de subir para a cama porque se esquecem de como se faz (mas também pode ser um problema locomotor), vocalizações excessivas principalmente durante a noite, deixarem de estar confortáveis em situações que anteriormente lhes era normal, desorientação espacial, perda de hábitos de higiene.

4. Exercício Físico

Velhinho, mas não paradinho. Incentive o seu patudo a brincar, de forma controlada e por curtos períodos de tempo. Utilize brinquedos que tenham um movimento mais lento pois o seu gato está menos ágil e pode também já ter uma visão reduzida. Brincar evita atrofia muscular, mantem as articulações funcionais e o cérebro ativo. Crie também jogo de olfato com comida apetitosa usando brinquedos ou escondendo pequenas porções em locais de fácil acesso.

5. Saúde Oral

Os gatos são animais propensos a problemas orais tais como gengivite, periodontite, tártaro ou ulceras orais. É necessário controlar a dentição do seu peludo. Mau hálito, não fazer o “grooming” ou deixar de comer são alguns sinais que nos indicam que pudemos estar perante um quadro de problemas dentários. Com a dor o seu pequeno tigre pode deixar de comer apesar de ter fome.

6. Contacto físico

Quando a visão e audição já estão comprometidas, muitas vezes a única forma do seu gato ter contacto com o mundo exterior é o contacto físico, além do olfacto (que pode também já estar comprometido). Assim, o seu gato só terá contacto com o mundo exterior através das terminações nervosas da pele. Acariciar, afagar e massajar o seu patudo são formas de o fazer sentir bem, permite estimulação cognitiva e estreita os laços entre ambos.

7. Escovagem 

Quando a visão e audição já estão comprometidas, muitas vezes a única forma do seu gato ter contacto com o mundo exterior é o contacto físico, além do olfacto (que pode também já estar comprometido). Assim, o seu gato só terá contacto com o mundo exterior através das terminações nervosas da pele. Acariciar, afagar e massajar o seu patudo são formas de o fazer sentir bem, permite estimulação cognitiva e estreita os laços entre ambos.

gatos geriátricos

8. Unhas

Todos os gatos afiam as suas unhas e gostam de passar horas na manicure. As unhas são formadas por camadas. As camadas mortas são retiradas quando o gato afia as unhas ou quando o faz com a boca. Mas para um gato idoso pode já não haver disposição física nem psicológica para tratar das mesmas. É, então, muito comum crescerem sem controle e encravarem nas almofadinhas plantares. O tutor deve então proceder ao corte das mesmas sempre que necessário.

9. Estimulação cognitiva

Todos os gatos afiam as suas unhas e gostam de passar horas na manicure. As unhas são formadas por camadas. As camadas mortas são retiradas quando o gato afia as unhas ou quando o faz com a boca. Mas para um gato idoso pode já não haver disposição física nem psicológica para tratar das mesmas. É, então, muito comum crescerem sem controle e encravarem nas almofadinhas plantares. O tutor deve então proceder ao corte das mesmas sempre que necessário.

10. Consultas no Veterinário

Nesta fase da vida é ainda mais importante fazer consultas regulares, e tentar descobrir qualquer problema o mais precocemente possível para que o tratamento ou controlo tenha maiores chances de sucesso.

É impossível impedir o envelhecimento, mas é possível retardar o seu aparecimento. O seu médico veterinário pode ajudá-lo a decidir se é necessário mudar de dieta, adicionar multivitamínicos ou avisa-lo se poderá estar a surgir alguma doença e providenciar a sua cura ou controlo (caso seja algo crónico ou sem tratamento).

 

Todos gostamos de envelhecer com dignidade, conforto e respeito e o seu peludo não fica atrás. Se ficou com duvidas, notou alguma destas alterações no seu patudo ou simplesmente quer saber se está tudo bem com o seu gato, marque uma consulta connosco. Vamos até ao conforto da sua, e da casa dele!