Seja o seu melhor amigo um cão ou um gato, já deve ter ponderado se deveria dar banho ou fazer tosquia. Quem não gosta de um peludo cheiroso? Esta prática é feita de forma geral, mas será que todos os animais são candidatos a tosquia? Quantas vezes deve ser dado banho? Continue que vamos tirar-lhe todas as dúvidas!

Pelo. Para que serve?

A principal função do pelo é proteger o animal de temperaturas extremas, seja frio ou calor. Os tipos de pelagens são diversos, desde curta a comprida, pelo mais duro ou suave, ou até com duas camadas de pelo.

A mudança de pelo faz-se na altura da mudança de estação, porém a influencia da luz solar também provoca esta alteração. É por este motivo que alguns cães de apartamento, que estão sujeitos a luz artificial de forma mais constante, acabam por perder pelo ao longo de todo o ano.

 

Quando devo dar banho ao meu cão? 

Tal como nós humanos, os cães devem fazer uma limpeza periódica. Esta limpeza evita odores desagradáveis e faz com que o seu cão se sinta mais confortável. A periodicidade depende do modo de vida, atividades diárias e época do ano.

Então quando devo dar banho? Se o seu animal rebolou em lama, dejetos ou qualquer local que lhe tenha causado mau cheiro deve dar banho ao seu animal sem restrições. Caso queira dar banho apenas por uma questão estética ou para tirar o "cheiro a cão" característico, recomenda-se apenas um banho por mês no máximo. Em alguns casos este banho está associado a tosquia (se necessário).

No inverno pode, e deve, apenas dar banho se necessário. No verão deve ter uma rotina de banho mais cuidada, e atenção as idas a praia - deve sempre passar o seu cão por água doce após sair do mar.

No caso dos cachorros os banhos devem ser evitados, salvo extrema necessidade e com recomendação do médico veterinário.

As alternativas ao banho usual são uma boa forma de evitar banhos desnecessários ou em animais difíceis. Toalhitas ou champô seco ajudam a retirar maus cheiros e sujidade que fica no pelo. A escovagem é também muito importante, principalmente em cães de pelo comprido ou duplo. Retira o pelo morto e velho impedido a criação de maus cheiros (típico cheiro a cão) e ajuda a diminuir a queda do pelo. Deve fazer uma escovagem diária para manter o pelo do seu animal saudável tenha ele pelo curto ou comprido (mais importante nestes animais), seja verão ou inverno, e independente do facto de dar banho rotineiro ou não.

 

Quando devo dar banho ao meu gato?

Dar banhos a gatos é geralmente desnecessário. São animais extremamente limpos, e tal como falamos nos cães, deve ser dado quando este se suja muito ou na altura da tosquia (se necessária).

Além disto, dar banho aos gatos pode ser um desafio sério e até perigoso se o animal não estiver habituado a esta prática. As alternativas são as mesmas que referimos para os cães, que no caso dos felinos podem e devem ser ainda mais usadas.

Banhos e Tosquias

Que tipos de banho existem?

Banho convencional, é o banho que todos conhecemos em que é necessário enxaguar o animal, usar produtos de limpeza do pelo e finalizado com uma secagem. É mais completo e eficaz, porém pode não ser recomendado ou necessário no caso do seu animal.

Banho seco é outra forma de banho muito usada em cachorros ou nos dias frios, ou quando não há necessidade ou forma de darmos um banho convencional. Este banho consiste na aplicação de um produto específico que não precisa de ser enxaguado, e que seca rápido sem haver necessidade de usar toalha ou secador. Limpa, perfuma, amacia e hidrata a pele e o pelo sem usar água.

 

Que produtos devo utilizar para dar banho ao cão/gato?

Se vai dar banho em casa deve ter em atenção a qualidade dos produtos que compra. Champô e/ou amaciador devem ser escolhidos tendo em conta o tipo de pelo, o comprimento e até a cor.

Não use produtos para humanos ou limpeza de casa. A pele dos nossos bichanos é diferente da nossa, e os produtos de limpeza são irritantes para a pele.

Na altura do banho tenha também atenção à:

  • Temperatura da água - que deve ser ligeiramente mais fria do que a que usaríamos para nós;
  •  Proteção dos ouvidos - para diminuir o aparecimento de otites, deve ser colocado um pouco de algodão na entrada dos ouvidos e retirado no final do banho;
  • Secagem - seja com toalhas ou idealmente com secador, seja verão ou inverno, deve secar muito bem o pelo do seu patudo. Evita o aparecimento de dermatites e de maus cheiros.

Tosquia. Devo ou não fazer?

A tosquia estética é feita para ajudar a renovar o pelo e a mantê-lo forte e saudável. Contudo, se acha que deve tosquiar para cair menos pelo, não se engane, a quantidade de pelo que cai é a mesma, apenas o pelo é mais pequeno. Para diminuir eficazmente a queda de pelo deve proporcionar ao seu animal um multivitamínico especifico para o pelo com óleos essenciais nas alturas mais criticas, e uma ração de boa qualidade o ano todo.

Tendo em conta o tipo de pelo, pode ou não ser aconselhável a tosquia:

  • Cães de pelo curto (labrador por exemplo) - não devem ser tosquiados apesar de largarem muito pelo.
  • Cães de pelo longo - são candidatos a tosquia para manter o pelo forte e saudável.
  • Cães de pelo duplo (Husky ou pastor alemão por exemplo) - que são cães de pelo duplo não são candidatos a tosquia. Nestes animais em específico o sub-pelo muda aquando da estação do ano, para que mantenham a proteção contra o frio e calor.

Nos gatos a tosquia só deve ser feita em gatos de pelo comprido e se necessário. São animais que devem ser treinados para este tipo de manipulação desde cedo devido ao grande stress que pode ser causado.

Pode tosquiar o seu melhor amigo por razões estéticas e/ou higiénicas, mas pode ser necessário tosquiar apenas uma parte localizada do animal, seja para cirurgia, tratar de feridas ou colocar cateter.

Banhos e Tosquias

Que tipos de tosquias existem?

Dependendo do tipo de pelo, da raça e da finalidade que pertence, há algumas opções de tosquias:

  • Tosquia completa: feita normalmente à máquina e no corpo todo de igual forma, está indicada para cães de pelo longo com tendência para "chocas".
  • Tosquia higiénica: tosquia usada para remover pelo das zonas que mais necessitam de higiene (barriga, base da cauda, perto das patinhas, e olhos). Qualquer animal pode realizar este tipo de tosquia se necessário.
  • Stripping: tosquia em que o pelo é removido a mão, sem tesoura ou lâmina. Largamente usada em cães de pelo cerdoso (Schnauzer p.e.).
  • Tosquia de raça: quando uma raça tem um corte próprio que os favorece esteticamente. Raça como Yorkshire Terrier ou Caniche são exemplos de animais que tem um corte de raça.

Onde devo tosquiar o meu animal?

Se pensa em tosquiar o seu animal em casa, saiba que não é algo fácil. Requer conhecimento e prática, paciência e alguma arte. Não é algo que deva fazer sem sabedoria pois uma tosquia mal feita ou demasiado curta pode trazer problemas de pele ou até comportamentais (no caso dos gatos) ao seu patudo.

Sempre que desejar tosquiar o seu melhor amigo deve levá-lo a um profissional da área para que tenha o melhor atendimento e resultado possível. Mesmo que seja apenas um banho, se não tiver os melhores produtos ou condições em casa deve realmente ponderar um profissional. Deixar o pelo húmido pode originar patologias cutâneas desnecessárias que por norma não enfrentaria se optasse por um especialista.

Como depois da tosquia o seu animal fica com o pelo mais curto, deve ter alguns cuidados redobrados. Evitar exposição solar nas horas de maior calor e não passear em zonas suscetíveis de causar irritação da pele, são formas de diminuir uma possível inflamação da pele, que está agora mais exposta e sensível.