Com a solicitação de ficar em casa e fazer quarentena, devido ao Corona Vírus, torna-se um pouco complicado para quem tem cães. Embora para eles seja bastante agradável todo este tempo extraordinário para estar com a família, alguns cães podem sentir-se entediados e stressados por estar demasiado tempo fechados em casa sem nada para fazer. Os passeios tornaram-se mais curtos e com menos tempo, o percurso não varia muito, não podem ir à praia ou ao parque, e isto pode afectá-los bastante.

 

Deixo-vos aqui algumas dicas que podem colocar em prática nesta fase de isolamento social, com algumas formas interessantes de manter os cães ocupados e deixá-los mais relaxados durante o dia, como também algumas dicas para o dia-a-dia, em que nos encontramos 24 horas com os nossos cães.

 

1. Manter a rotina

Rotina é algo muito importante para o dia-a-dia dos nossos cães, e ajuda-os a ficar menos ansiosos. Mesmo estando em casa, devemos tentar manter uma rotina diária idêntica, como por exemplo, fazer os passeios diários à mesma hora, e alimentá-los nos mesmos horários.

 

2. Tornar os Passeios interessantes

Neste momento não devemos fazer grandes caminhadas, nem podemos levá-los a correr à praia ou ao parque da mesma forma. No entanto, podemos tornar os passeios mais interessantes, simplesmente se variarmos o caminho do passeio, e deixando-os cheirar o ambiente à vontade. O olfacto é um sentido muito importante para os cães e é desta forma que recolhem a informação á sua volta, ao deixá-los cheirar estamos a proporcionar-lhes ótimos momentos de exploração e estimulação mental.

Os cães necessitam de equilibrar a quantidade de exercício físico e de estimulação mental para se manterem calmos e livres de stress.

Cães Quarentena

3. Limpar as patas

Especialmente nesta fase e mais que nunca devemos dar muita atenção à higiene. Deve limpar as patas do seu cão sempre que vem da rua. Pode utilizar toalhetes, água e sabão, e também soluções desinfectantes (embora esta última possa ser irritante para os narizes mais sensíveis).

 

4. Refeições interactivas

Uma vez que temos menos oportunidades de gastar as suas energias fisicamente, podemos aproveitar todos os pequenos momentos para os estimular mentalmente, pois é uma ótima forma de os manter ocupados e de ficarem mais relaxados. Em vez de oferecer a refeição no comedouro, pode usar a ração diária e colocar em brinquedos dispensadores de biscoitos, fazendo-os “trabalhar” para comer. Pode também simplesmente espalhar a ração seca pelo chão, e fazê-lo farejar para encontrar a comida, desta forma está também a estimular o seu olfacto, tornando a refeição ainda mais interessante para ele.

 

5. Ensinar ordens / truques

Senta, Deita, Roda, Dá a Pata... tudo o que sejam novos comandos para aprender é ótimo para pôr os seus cérebros a trabalhar. Pode ensinar alguns comandos básicos como o senta e o deita, que são bastante úteis no dia-a-dia, como pode ensinar alguns truques engraçados, pois mesmo que não tenham “utilidade” para a obediência do seu cão, é uma ótima forma de os manter entretidos. Cães que já saibam alguns comandos / truques, aproveitem este tempo extra para relembrar tudo o que eles já sabem. Podem fazer sessões de treino com sequências de exercícios, eles vão adorar a interacção com o tutor, e vão ficar cansados e relaxar após o treino.

 

6. Tempo de estarem sozinhos

Devemos aproveitar este tempo para estar com os nossos animais e dar uma atenção extra, eles merecem! Mas não nos podemos esquecer que, quando tudo voltar ao normal, voltamos às nossas rotinas de trabalho diárias e os nossos cães irão, de repente, ver-se sozinhos durante muitas horas. Por isso é muito importante que incluam na vossa rotina diária de quarentena um tempo em que o cão está sozinho. Num quarto, na cozinha, ou no local onde habitualmente fica, deve deixá-lo lá durante algumas horas, mesmo que poucas, isto para evitar que os nossos cães venham a sofrer de ansiedade por separação daqui para a frente. Lembrem-se de os deixar entretidos com alguma coisa durante esse tempo em que estiverem sozinhos - um brinquedo, um dispensador de biscoitos, algo para roer... - para que esse tempo seja agradável para eles e não o interpretem como um “castigo”.

 

7. Brincadeiras e Jogos

Já sabemos que os cães são animais que gostam de brincar e de se exercitar, e se não tiverem algo com que se entreter, ficam aborrecidos e podem tornar-se destruidores. Mesmo com pouco espaço e dentro de casa, podemos sempre atirar uma bola e brincar ao “busca”, com uma corda ou pano velho podemos brincar ao “cabo-de-guerra” (ótima brincadeira para gastar energias), ou até brincar às escondidas - escondemo-nos, chamamos o cão, e esperamos que ele nos venha procurar!

Quarentena com cães

8. Estimulaçaõ Mental

Já falamos aqui de algumas formas de estimulação mental - durante os passeios e refeições, ensinando truques - mas uma vez que é um ponto muito importante para manter os nossos cães ocupados e deixá-los mais relaxados, vamos reforçar! Tudo o que sejam brinquedos interactivos que se possam usar com comida, como dispensadores de biscoitos ou kongs são ótimos! Para quem não tem em casa este tipo de brinquedos, uma garrafa de água vazia e sem tampa pode ser usada para colocar biscoitos ou a ração lá dentro, e deixá-los tirar para comer. Aqui podemos ser muito criativos, tudo o que faça o cão pensar e trabalhar é bom para que estejam entretidos, o importante é mantê-los ocupados.

 

Todos os animais têm necessidades diferentes, a quantidade de exercício físico e mental vai depender de vários factores como idade, porte e raça.

 

9. Roer

Não esquecer a importância de roer! O acto de roer é um comportamento natural da espécie e instintivo. Morder é anti-stress e ajuda a tranquilizar os cães, alivia o tédio e satisfaz o seu instinto natural. É importante ter à disposição do seu cão algo apropriado que possa roer sossegado na sua caminha. Ossos prensados, hastes de veado, brinquedos apropriados (não dar nunca ossos de carne cozinhados)... Isto irá deixá-los entretidos e ainda evitar que procurem outros objectos que não devem para satisfazer este desejo de roer.

 

10. Manter os hábitos de higiene

Mesmo estando em casa, deve continuar a manter os hábitos de higiene com o seu cão - escovar o pelo com frequência para que não se criem nós, escovar os dentes para evitar a formação de tártaro, limpar os olhos e retirar as remelas, limpar os ouvidos se for necessário, etc. Se quiserem evitar dar muitos banhos, e se o tempo não permitir uma boa secagem do pelo, podem sempre dar um “banho de toalhetes”, e passá-los em todo o corpo do cão após a escovagem, por exemplo.

 

11. Ensinar coisas úteis

O tempo em casa com os nossos cães deve ser algo harmonioso e que seja agradável para todos, e as coisas podem tornar-se complicadas se o cão for muito desobediente. Este tempo tornar-se-á mais fácil se o cão souber comportar-se correctamente dentro de casa. Podem ensinar a subir e descer do sofá à ordem (se este tiver autorização para subir para o sofá), podem ensinar o nome das divisões da casa que ele mais frequente, para ir à ordem, ensinar a ficar, a não colocar as patas na mesa ou balcão, ensinar a não pedinchar comida à mesa, ensinar a chamada pelo nome, etc. Isto irá facilitar a convivência durante o tempo de quarentena