Marque Connosco
Veterinários Sobre Rodas
Calicivírus Felino

O que é o calicivírus?

O calicivírus felino (FCV) é, como o nome indica, um vírus que pode provocar algumas alterações nos gatos. Tem uma grande variabilidade genética, ou seja, diversas estirpes, o que faz com que o animal possa apresentar diversos sinais clínicos dependendo da estirpe.

No entanto, a estirpe mais comum afeta o aparelho respiratório e digestivo. Recentemente observou-se uma estirpe mais virulenta que pode causar problemas cutâneos diversos e até a morte.

É um vírus com alto nível de transmissão e os animais que são tratados podem transmitir a doença mesmo estando saudáveis. É também um tipo de doença que, mesmo depois de tratada, pode reaparecer no mesmo gato diversas vezes ao longo da vida.

O FCV muta facilmente, o que faz com a sua prevenção possa ser difícil. Precisamente por isto, todos os gatos devem ser vacinados para diminuir consideravelmente as hipóteses de contrair a doença, principalmente os gatos com maior risco que são: os que tem acesso a rua, de colónias ou com outros gatos coabitantes (mesmo que sejam exclusivamente indoor).

Nos gatos com doença do sistema respiratório superior, é frequente a presença de calicivirose. Apesar deste vírus poder ser o único a causar doença no gato, podem ocorrer infeções por outros agentes patogénicos simultaneamente.

 

Como é transmitido o calicivírus? 

A transmissão do vírus pode acontecer através de contacto direto entre animais, pelas secreções e saliva, mas também pode acontecer através da urina e das fezes, mesmo que em proporções menores.

A transmissão por objetos ou espaços comuns também é importante. Comedouros e bebedouros, brinquedos e caixas de areia entram em contacto com a secreção do gato afetado e quando um gato saudável entra em contacto com estes objetos pode ficar infetado. Se as superfícies e objetos não forem devidamente higienizados o vírus pode sobreviver até um mês.

Calicivírus Felino

Sinais Clínicos do calicivírus

O calicivírus pode originar sinais clínicos variáveis, tendo em conta o tipo de estirpe e virulência. Os sinais mais comuns são:

  • Conjuntivite;
  • Secreções nasais, oculares e orais;
  • Alterações respiratórias (pneumonia principalmente em gatos jovens ou imunodeprimidos);
  • Úlceras e vesiculas na boca (halitose, dificuldade em comer);
  • Febre;
  • Diarreia;
  • Depressão/letargia;
  • Doença sistémica apresenta: edema cutâneo, lesões ulcerativas na cabeça e membros, icterícia. Pode levar à morte do animal.

 

Como diagnosticar o calicivírus felino?

Vírus diferentes podem causar sinais clínicos idênticos, portanto o único exame de diagnóstico é a analise por PCR para se detetar qual é o vírus presente. Porém, mesmo esta análise PCR pode não trazer respostas conclusivas.

Como é um vírus com uma variabilidade grande de estirpes, a análise pode levar a falsos negativos. O diagnóstico então assenta nos sinais clínicos apresentados pelo animal ou animais, na história clínica, no nível de contágio e mortalidade.

 

Existe tratamento para o calicivírus felino?

Não existe um medicamento específico para o tratamento de calicivírus, portanto, o tratamento prescrito será para os sinais clínicos apresentados. Além deste tratamento de suporte, recomendamos que dê ao seu animal uma boa alimentação tentando melhorar o seu sistema imunitário.

Não se esqueça: mesmo depois de controlados os sinais clínicos, o seu gato pode voltar a ficar debilitado ao longo da sua vida.

Reconhece estes sintomas?

O seu animal demonstra algum sinal clínico que aqui referimos? Acha que pode estar infetado? Marque connosco! Vamos até ao conforto de sua casa!

Marque uma consulta!

Artigos Relacionados

12 Novembro 2020 Doenças Criptorquidismo
4 Setembro 2020 Doenças Coprofagia em cães

Serviços de Veterinário em Casa

Serviços de SPA Sobre Rodas

Quero marcar um banho ou tosquia ao domicílio
Quero marcar um serviço de Creche Canina
Quero marcar uma consulta em Clínica

Conseguiram tratar da minha pequenina que tinha muito medo, e estando em casa está no seu habitat natural!

Fábio Teixeira
ver vídeo
Fábio Teixeira

Excelente consulta ! A gata precisava de ser vacinada e resolvi o meu problema !

Margarida Franco
ver vídeo
Margarida Franco

Onde atuamos

Oferecemos um serviço veterinário profissional para o seu animal de estimação, no seu ambiente natural: a sua própria casa.
Deslocamo-nos em toda a área de:

Grande Lisboa
Ericeira
Mafra
Margem Sul
Setúbal
Carregado
Samora Correia
Benavente
Grande Porto
Vila Nova de Gaia
Matosinhos
Maia
Póvoa de Varzim
Vila do Conde
Braga
Guimarães
Famalicão
Aveiro
Ovar
Oliveira de Azemeis
SJ Madeira
Lagos
Portimão
Silves
Armação de Pera
Albufeira
Quarteira
Loulé
Faro
Olhão
São Brás de Alportel
Tavira
Algoz
Veterinário ao Domicílio

Fale connosco, nós vamos até si!

Usufrua dos nossos serviços veterinários no conforto da sua casa. Conheça os nossos serviços e marque já!