Marque Connosco
Veterinários Sobre Rodas
Displasia da anca em cães

A displasia da anca é uma doença progressiva de carácter genético, que resulta do desenvolvimento de laxidão articular (articulação coxo-femoral). É considerada a principal causa de doença osteoarticular em cães, sendo frequentemente diagnosticada em cães de raças de grande porte, entre os 6 e os 12 meses de idade.

O diagnóstico precoce é crucial para a implementação atempada de um plano terapêutico. Saiba como fazer o despiste de displasia da anca ao seu animal de estimação, entre em contacto com os Veterinários Sobre Rodas ao domicílio.

 

Predisposição para a displasia da anca

Embora de base hereditária, a displasia da anca não é uma doença congénita, ou seja, os cães afetados nascem com ancas morfologicamente normais. Esta doença ortopédica pode ocorre nas mais diversas raças de cães, sendo, no entanto, mais prevalente em raças grandes como é o caso do Rottweiler, Cão de Pastor Alemão e dos Retrievers. Em contraste, a prevalência de displasia da anca em Greyhounds é muito reduzida.

 

Sintomas da displasia da anca

Os sintomas da displasia da anca em cães podem ser muito variados. Tome nota dos mais comuns:

  • Intolerância ao exercício;
  • Tenda a comer sentado ou deitado;
  • Dificuldade em se levantar, sentar ou deitar;
  • Dificuldade em subir escadas ou entrar e sair do carro;
  • Marcha anormal;
  • Claudicação (coxeia) de um ou ambos os membros posteriores – normalmente após brincadeira mais intensa;
  • Protege a região da anca durante a higiene ou banho;
  • Dor - não necessariamente em todos os cães.
Displasia da anca em cães

Diagnóstico da displasia da anca

A displasia da anca é diagnosticada, na maioria dos casos, após um processo de avaliação multimodal, incluindo a realização de um exame ortopédico e radiológico.

 

Tratamento da displasia da anca em cães

O melhor tratamento para a displasia da anca está depende de diversos fatores, sendo o mais relevante a gravidade do problema clínico. Genericamente, o plano de tratamento poderá consistir em:

  • Maneio não-cirúrgico – recomendado em cães onde o diagnóstico de displasia da anca trata-se de um achado acidental.
  • Maneio cirúrgico
    • Sinfisiodese púbica juvenil – em cães com menos de 5 meses.
    • Osteotomia pélvica tripla – na ausência de sinais de osteoartrite.
    • Dartroplastia – em caos que perderam indicação para osteotomia pélvica tripla.
    • Prótese total de anca.
    • Excisão da cabeça do fémur – em cães com menos de 20 kg, com osteoartrite grave e destruição da cartilagem coxo-femoral.
Displasia da Anca em cães

Suplementos articulares na displasia da anca

Suplementos alimentares como é o caso da glucosamina e sulfato de condroitina apresentam um papel benéfico na progressão da doença (atrasando o desenvolvimento de osteoartrite), em estados iniciais.

Importa salientar que estes suplementos não evitam a ocorrência de displasia da anca em animais de companhia.

 

Prevenção da displasia da anca

Uma vez que a displasia da anca tem uma grande componente genética, a prevenção começa na reprodução seletiva de cães. Faça check-ups veterinários regulares para um diagnóstico mais precoce.

Forneça ao seu animal alimentos de elevada qualidade suplementados com componentes que evitem o desenvolvimento de osteoartrite. Promova um estilo de vida saudável ao seu animal de companhia.

Reconhece estes sintomas?

Se o seu cãopanheiro apresenta algum destes sintomas, não hesite em falar connosco!

Marque uma consulta!

Artigos Relacionados

Serviços de Veterinário em Casa

Serviços de SPA Sobre Rodas

Quero marcar um banho ou tosquia ao domicílio
Quero marcar um serviço de Creche Canina
Quero marcar uma consulta em Clínica

Conseguiram tratar da minha pequenina que tinha muito medo, e estando em casa está no seu habitat natural!

Fábio Teixeira
ver vídeo
Fábio Teixeira

Excelente consulta ! A gata precisava de ser vacinada e resolvi o meu problema !

Margarida Franco
ver vídeo
Margarida Franco

Onde atuamos

Oferecemos um serviço veterinário profissional para o seu animal de estimação, no seu ambiente natural: a sua própria casa.
Deslocamo-nos em toda a área de:

Grande Lisboa
Ericeira
Mafra
Margem Sul
Setúbal
Carregado
Samora Correia
Benavente
Grande Porto
Vila Nova de Gaia
Matosinhos
Maia
Póvoa de Varzim
Vila do Conde
Braga
Guimarães
Famalicão
Aveiro
Ovar
Oliveira de Azemeis
SJ Madeira
Lagos
Portimão
Silves
Armação de Pera
Albufeira
Quarteira
Loulé
Faro
Olhão
São Brás de Alportel
Tavira
Algoz
Veterinário ao Domicílio

Fale connosco, nós vamos até si!

Usufrua dos nossos serviços veterinários no conforto da sua casa. Conheça os nossos serviços e marque já!