A sida dos gatos é uma doença infeciosa de curso crónico provocada pelo vírus da imunodeficiência felina, vulgarmente conhecido pelo acrónimo FIV. À semelhança do vírus da imunodeficiência humana (HIV), o FIV ataca o sistema imunitário, deixando os gatos vulneráveis a muitas outras infeções.

Embora os animais FIV positivos possam parecer “normais" durante anos, estes acabam por sofrer de uma deficiência imunológica que permite bactérias, vírus, parasitas e fungos (oportunistas), normalmente encontrados no ambiente cotidiano, lhes possam causar doenças graves. A FIV felina é uma doença que apresenta uma distribuição mundial e que está maioritariamente associada a gatos com acesso ao exterior.

Sabia que os Veterinários Sobre Rodas dispõem de um serviço de excelência de acompanhamento de animais infetados com FIV ao domicílio? Contacte-nos para saber mais.


O MEU GATO É FIV POSITIVO E AGORA?

FIV e gatos são duas palavras que combinam pelas piores razões. O diagnóstico da infeção por FIV é sempre um choque para qualquer tutor, dado tratar-se de uma doença infeciosa incurável. Todavia, os estudos sugerem que os gatos com FIV têm geralmente uma esperança de vida próxima do “normal”, desde que não infetados em simultâneo com o vírus da leucemia felina (FeLV).


COMO SE TRANSMITE O VÍRUS "FIV EM GATOS ?

A via primária de transmissão do vírus responsável pela sida dos gatos é através de mordeduras, muitas vezes resultante de episódios de luta. Por norma, os animais não agressivos não têm um grande impacto na transmissão do vírus. Dito isto, os gatos que habitam em locais onde há uma estrutura social estável, onde não se verifique a ocorrência de brigas, têm um menos risco de adquirir a infeção por FIV. Em situações raras, o vírus pode ser transmitido da mãe infetada para os gatinhos, geralmente durante a passagem dos pequenotes pelo canal do parto ou pela ingestão de leite infetado. Ao contrário da infeção humana pelo HIV, a transmissão através da cópula não está entre os principais meios de disseminação de FIV em gatos.

FIV em gatos

Sintomas do FIV

Os sintomas podem ser variáveis. A saúde de um gato infetado pode deteriorar-se progressivamente ou observar-se a ocorrência de episódios de doença recorrente intercalados com períodos de relativa saúde.

De forma genérica os sintomas após FIV positivo mais comuns são:

  • Mau estado do pelo
  • Febre persistente com perda de apetite
  • Inflamação das gengivas (gengivite) e da boca (estomatite)
  • Infeções recorrentes da pele, olhos, bexiga e trato respiratório superior
  • Diarreia persistente
  • Distúrbios neurológicos (exemplo convulsões)

Se o seu animal apresenta algum destes sintomas, não hesite, entre em contacto com os Veterinários Sobre Rodas ao domicílio.


Diagnóstico de FIV

diagnóstico de FIV em gatos pode ser complexo, exigindo nalguns casos a realização de diferentes tipos de testes rápidos/laboratoriais. A pesquisa de anticorpos contra proteínas virais é considerada a técnica de eleição para o rastreio da infeção pelo vírus da imunodeficiência felina em gatos. Todavia, em casos onde não haja concordância de resultados entre testes serológicos, pode haver a necessidade de se realizar adicionalmente testes moleculares para pesquisa de ácidos nucleicos virais.

Gostava de fazer o rastreio de FIV aos seus gatos em sua casa? Sim, é possivel. Os Veterinários Sobre Rodas dispõem de um serviço de rastreio ao domicílio.  No conforto do seu lar, através de uma simples gota de sangue, ficará a saber em poucos minutos se o seu animal está infetado com FIV.

 

Existe algum teste para FIV?

Tal como mencionado anteriormente, existem vários tipos de testes para rastrear a infeção por FIV em gatos. Os mais comuns são os chamados testes rápidos onde em poucos minutos é possivel obter um resultado para a presença de anticorpos contra o vírus. Ao contrário de outros agentes infeciosos, a presença de anticorpos contra o FIV no sangue do animal é indicativa de infeção viral.

Teste FIV e FELV
Teste FIV em gatos

TRATAMENTO DO FIV EM GATOS

Infelizmente, ainda não existe cura definitiva para o FIV. No entanto, é importante realçar que os gatos infetados com FIV podem ter uma vida ostensivamente normal, se devidamente acompanhados por um médico-veterinário. O prognóstico é menos favorável aquando da presença de infeções concomitantes como é o caso da infeção por FIV e FeLV.