Marque Connosco
Veterinários Sobre Rodas
Peritonite Infeciosa Felina

A Peritonite Infeciosa Felina, ou PIF, é considerada uma das doenças infecciosas de maior importância nos gatos, não apenas pelo seu grau de mortalidade elevado, mas também por não haver ainda tratamento que permita a sua cura. Na sua causa está o Coronavírus Felino, FCoV, diferente daquele que tem afetado a população humana nestes últimos tempos, e que, considerando a imaturidade do sistema imunitário, tem uma maior prevalência em gatinhos ainda jovens, ou mesmo nos geriátricos, pela diminuição das capacidades deste mesmo sistema imunitário com o avançar da idade.

É maioritariamente de forma indireta que os gatos de infetam, seja através do contacto com fezes ou com outras superfícies e objetos contaminados. Existem alguns fatores de risco que podem predispor a esta doença, como é o caso já mencionado da idade, ou a sobrepopulação bem patente nos gatis de criação ou nas colónias de gatos.

É possível que a genética desempenhe um papel muito importante, onde alguns fatores hereditários parecem estar relacionados com o aumento da prevalência desta doença em gatos de raças puras. Tanto o frio, como o stress estão associados à ocorrência desta doença, bem como outras causas de imunossupressão, ou diminuição da imunidade, como é o caso de outras doenças concomitantes, nomeadamente o Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) ou o Vírus da Leucemia Felina (FeLV).

Peritonite Infeciosa Felina

Sabia que existem dois tipos de Peritonite Infecciosa Felina ?

Esta doença infecciosa por apresentar-se de duas formas diferentes, denominadas de forma húmida e forma seca ou, mais especificamente, forma efusiva e forma não efusiva. A sua diferenciação determina-se consoante a resposta imunitária.

 

Peritonite Infecciosa Felina - Forma Húmida

A mais comum, a forma efusiva, ou húmida, é de caráter agudo, onde se verifica a acumulação de exsudado inflamatório, ou líquido, nas cavidades torácica e/ou abdominal.

 

Peritonite Infecciosa Felina - Forma Seca

Na forma seca, ou não efusiva, formam-se granulomas, ou massas, nos órgão abdominais, sistema nervoso central, chegando mesmo a envolver os órgãos da visão.

 

Sinais Clínicos da Peritonite Infecciosa Felina

Desta forma, também os sinais clínicos variam entre as duas formas, estando associado à PIF seca o aparecimento de sintomas pouco específicos, vagos, que tornam mais difícil o seu diagnóstico.

Na sua maioria, os sinais são falta de apetite e consequente perda de peso, podendo por vezes apresentar alterações ao nível ocular, devido ao seu envolvimento dos olhos e do sistema nervoso central.

Na forma húmida, ou efusiva, também a inapetência e perda de peso estão presentes, assim como febre que não responde à antibioterapia, prostração, com as mucosas pálidas ou amareladas se já houver envolvimento hepático, claudicação, ascite, entre muitos outros sintomas.

 

Existe cura ou tratamento para a Peritonite Infecciosa Felina ?

Infelizmente, esta é uma doença fatal, para a qual não há tratamento e apenas podemos tentar dar algum conforto ao animal, sendo esse o foco do tratamento, pois não há ainda forma de reduzir a elevada mortalidade associada à PIF.

Assim, o que se pretende é não apenas a utilização de fármacos mais direcionados para este tipo de patologias, mas também a adoção de algumas medidas que poderão melhorar a qualidade de vida do gatinho. Tentar minimizar todos os fatores de stress torna-se imperativo, uma alimentação adequada e cuidada também, um ambiente quente e confortável, são alguns dos cuidados pedidos aos donos destes pequenotes.

Nos últimos anos têm sido desenvolvidas algumas vacinas contra o Coronavírus Felino, mas nenhuma delas comprovou ser eficaz na produção de anticorpos e combate à doença. Assim sendo, a prevenção torna-se fundamental, apesar de ser um desafio, pois é muito difícil a erradicação deste vírus.

Medidas de higiene muito apertadas e controladas, bem como registos de reprodução nos criadores, eliminar fatores de stress estão entre as formas de prevenção que podemos adotar no combate a esta doença mortal.

Reconhece estes sintomas?

Se o seu animal apresenta algum destes sintomas, não hesite, chame os Veterinários Sobre Rodas ao domicílio.

Marque uma consulta!

Artigos Relacionados

14 Agosto 2020 Doenças Sarna em cães

Serviços de Veterinário em Casa

Serviços de SPA Sobre Rodas

Quero marcar um banho ou tosquia ao domicílio
Quero marcar um serviço de Creche Canina
Quero marcar uma consulta em Clínica

Conseguiram tratar da minha pequenina que tinha muito medo, e estando em casa está no seu habitat natural!

Fábio Teixeira
ver vídeo
Fábio Teixeira

Excelente consulta ! A gata precisava de ser vacinada e resolvi o meu problema !

Margarida Franco
ver vídeo
Margarida Franco

Onde atuamos

Oferecemos um serviço veterinário profissional para o seu animal de estimação, no seu ambiente natural: a sua própria casa.
Deslocamo-nos em toda a área de:

Grande Lisboa
Ericeira
Mafra
Margem Sul
Setúbal
Carregado
Samora Correia
Benavente
Grande Porto
Vila Nova de Gaia
Matosinhos
Maia
Póvoa de Varzim
Vila do Conde
Braga
Guimarães
Famalicão
Aveiro
Ovar
Oliveira de Azemeis
SJ Madeira
Lagos
Portimão
Silves
Armação de Pera
Albufeira
Quarteira
Loulé
Faro
Olhão
São Brás de Alportel
Tavira
Algoz
Veterinário ao Domicílio

Fale connosco, nós vamos até si!

Usufrua dos nossos serviços veterinários no conforto da sua casa. Conheça os nossos serviços e marque já!