O vírus da leucemia felina, vulgarmente conhecido pelo acrónimo FeLV, é um vírus que afeta gatos domésticos em todo o mundo, sendo letal na maioria dos casos de doença progressiva, para a qual não existe cura. A vacinação contra o vírus FeLV constituí uma das principais medidas preventivas contra a leucemia felina. Os gatos com acesso ao exterior são considerados um grupo de risco.

Quer saber mais sobre a vacina contra o FeLV? Não hesite, Contacte-nos! Os Veterinários Sobre Rodas dispõem de um serviço de excelência de vacinação animal ao domicílio.

 

FeLV: o que é?

Se tem um gato é muito provável que as palavras FeLV gatos lhe sejam familiares. O FeLV é um gamma retrovírus que afeta não só os gatos dométicos, mas também felídeos silvestres como é o caso dos linces. É um dos vírus mais mediáticos em medicina felina, não só pela sua prevalência (pode ascender os 20%), mas também pela gravidade da doença que este provoca em gatos.

 

FeLV: Como se transmite?

Os gatos FeLV-virémicos constituem o principal foco de infeção. A disseminação do vírus ocorre através da saliva, secreções nasais, fezes e leite. Constituem fatores de risco para a infeção: idade jovem, alta densidade populacional e falta de higiene. A transmissão do FeLV ocorre não só através de contactos amigáveis entre os gatos, mas também através de mordeduras. 

 

 FeLV: Sintomas

Os sintomas associados à infeção por FeLV (FeLV sintomas) podem ser extremamente variáveis e inespecíficos. Nos casos FeLV progressivos (a forma mais grave da doença) os achados clínicos mais frequentemente observados incluem, anemia, imunossupressão e linfoma.

De um modo geral, a infeção por FeLV em gatos pode resultar num de três estados distintos:

  1. Infeção progressiva
    Viremia persistente 
    Resposta imune ineficaz
    Mau prognóstico
     
  2. Infeção regressiva
    Viremia transitória
    Boa resposta imune
    Bom prognóstico
    Pode evoluir para infeção progressiva
     
  3. Infeção abortiva
    Eliminação viral
    Forte resposta imune
    Prognóstico excelente
    Sem desenvolvimento de FeLV felina 

 

Como saber se o meu gato é FeLV positivo?

Existem diversos testes laboratoriais que podem ser usados para detetar a infeção por FeLV. Genericamente, estes testes baseiam-se na deteção de proteínas (p27, por exemplo) ou de ácidos nucleicos virais. No primeiro caso, um resultado positivo é sugestivo de infeção no estado progressivo. Por sua vez, técnicas mais avançadas, como é o caso da PCR quantitativa em tempo real (deteção de ácidos nucleicos virais), permitem identificar os diferentes tipos de infeção.

Os Veterinários Sobre Rodas dispõem de um serviço de rastreio de FeLV ao domicílio. Através de um teste imunocromatográfico (teste FeLV), realizado em sua casa, ficará a saber em poucos minutos se o seu gato é FeLV positivo.

Para mais informações contacte-nos ou do email geral@vetsobrerodas.pt

 

FeLV tem cura?

Infelizmente ainda não existe cura para a leucemia felina causada pelo FeLV. O controlo da doença passa por terapêutica de suporte e prevenção de infeções secundárias.

 

FeLV: tratamento

A eficácia dos antirretrovirais na eliminação do FeLV é limitada, e muitos causam efeitos adversos graves. Alguns dos antirretrovirais que se revelaram eficazes em estudos in vivo são os que inibem a síntese de nucleótidos (ribavirina, por exemplo) e da integrase (ratelgravir, por exemplo).

Embora exista pouca evidência científica, os imunomudeladores constituem outra classe de fármacos que parece ajudar no tratamento do FeLV. 

 

Prevenção contra o FeLV

A vacinação constitui a principal medida de prevenção contra o FeLV, sendo particularmente importante em animais com elevado risco de exposição, como é o caso dos gatos com acesso ao exterior. 

A higienização é outras das medidas essenciais na prevenção contra o FeLV, uma vez que se trata de um vírus suscetível à maioria dos desinfetantes de uso comum. 

 

Vacina FeLV

A vacina contra o FeLV deve ser administrada a todos os gatos que tenham risco de exposição ao vírus. A primovacinação é recomendada em gatinhos apartir das 8 semanas de idade, juntamente com as restantes vacinas consideradas core. Nos gatos cujo status de FeLV seja desconhecido, previamente à administração da vacina, é necessário testar primeiro se o gato é FeLV positivo.

área de actuação

Oferecemos um serviço veterinário profissional para o seu animal de estimação, no seu ambiente natural: a sua própria casa. Deslocamo-nos em toda a área de :

Lisboa
Lisboa

Grande Lisboa , Ericeira , Mafra, Margem Sul e Setúbal

Porto
Porto

Grande Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Maia, Póvoa de Varzim e Vila do Conde

geral@vetsobrerodas.pt 917002923
marcar consulta online