A toxoplasmose é uma das doenças parasitárias mais comuns em todo o mundo. Gravidez e gatos parecem ser duas palavras incompatíveis... mas serão mesmo?

Saiba tudo sobre toxoplasmose com a ajuda dos Veterinários Sobre Rodas.

O que é a toxoplasmose?

A toxoplasmose é uma doença parasitária zoonótica causada por Toxoplasma Gondii, um parasita microscópico (não visível a olho nu) que pode infetar todas as espécies animais de sangue quente, incluindo os humanos.

Os felídeos, como é o caso dos gatos domésticos, são considerados os hospedeiros definitivos do parasita Toxoplasma Gondii, sendo responsáveis pela eliminação dos occistos (formas semelhantes a ovos que se tornam infetantes passadas cerca de 24h no ambiente) para o ambiente. É por esta razão que os gatos são frequentemente associados à toxoplasmose.

A prevalência da infeção por Toxoplasma Gondii em humanos em Portugal é de cerca de 20%, o que significa que aproximadamente 20 em cada 100 pessoas estão infetadas com o parasita.

A forma grave da toxoplasmose desenvolve-se predominantemente em bebés nascidos de mães recém-infetadas (que se infetaram durante ou imediatamente antes da gravidez) e em indivíduos que apresentam o sistema imunitário enfraquecido, como é o caso dos doentes com SIDA, onde a toxoplasmose cerebral é frequentemente observada. A toxoplasmose na gravidez é uma das doenças que mais preocupa os futuros pais.

Os cães e os gatos raramente desenvolvem toxoplasmose.

Como se “pega” a toxoplasmose?

Existem três vias principais de transmissão do parasita Toxoplasma Gondii aos animais e aos humanos:

  • Transmissão congénita: durante a gravidez os parasitas podem passar da mãe para o feto através da placenta.
  • Transmissão fecal-oral: ocorre, por exemplo, através da ingestão de água não potável, fruta caída no solo e legumes mal lavados, contaminados com excrementos de gato contendo occistos.
  • Ingestão de carne com quistos: animais como os bovinos ou ovinos podem conter quistos de Toxoplasma Gondii nos seus músculos. A ingestão de carne mal cozinhada é uma das principais vias de transmissão.

Sintomas de toxoplasmose?

A maioria dos casos de toxoplasmose humana e animal são assintomáticos, quer isto dizer que após a infeção pelo parasita Toxoplasma Gondii o mais frequente é não desenvolver quaisquer sintomas de toxoplamose.

Algumas pessoas com toxoplasmose podem desenvolver sintomas semelhantes aos de uma síndroma gripal, como é o caso da fadiga, febre ligeira, aumento dos gânglios linfáticos e dores de cabeça e musculares, que podem levar uma ou várias semanas a desaparecer.

As complicações mais graves da toxoplasmose ocorrem maioritariamente em pessoas com o sistema imunitário enfraquecido como é o caso dos doentes com SIDA, onde a toxoplasmose é uma das principais causas de morte.

Nas situações de toxoplasmose grave os doentes podem ter dor de cabeça, desorientação, sonolência, paralisias, alterações dos reflexos e convulsões, podendo em casos extremos entrar em coma.

Nos doentes com SIDA, a toxoplasmose cerebral constitui ainda uma das principais complicações cerebrais.

Quanto à toxoplasmose na gravidez, a maioria dos bebés infetados não apresenta sintomas ao nascimento, podendo, no entanto, vir a desenvolvê-los ao longo da vida. Uma pequena percentagem dos recém-nascidos infetados apresenta lesões oculares ou cerebrais graves logo ao nascimento.

A toxoplasmose nos cães ocorre frequentemente em simultâneo com a esgana, apresentando uma sintomatologia diversa.

Também nos gatos, os sintomas de toxoplasmose podem ser diversos. Nos casos de toxoplasmose felina de evolução rápida (com duração de até 15 dias), os gatos podem apresentar febre, diarreia, vómitos e alterações nervosas.

Já nos casos da toxoplasmose felina de evolução lenta (com duração de 1 mês até vários anos), os gatos podem apresentar diarreias persistentes, alterações respiratórias, lesões oculares, agressividade, paralisias e abortos.

Tratamentos para toxoplasmose?

O tratamento da toxoplasmose deve ser efetuado exclusivamente se o animal apresentar sinais clínicos compatíveis com um quadro de toxoplasmose e após ser confirmada laboratorialmente a infeção por Toxoplasma Gondii.

No caso de o seu animal ser diagnosticado com toxoplasmose, os Veterinários Sobre Rodas ao domicílio irão explicar-lhe ao pormenor quais as melhores abordagens terapêuticas e preventivas a adotar.

Prevenção da toxoplasmose?

A prevenção da toxoplasmose passa por:

  • Não dar alimentos crus, em particular carne, aos seus animais.
  • Limpar a liteira do seu gato frequentemente, substituindo também o areão (idealmente a cada 24 horas).
  • Evitar que o seu gato cace e ingira roedores e insetos.
  • Ingerir apenas carne devidamente cozinhada. No caso de carnes de aves a temperaturas ≥ a 74ºC.
  • Beber apenas água potável.
  • Lavar bem os vegetais e a fruta antes de consumir.
  • Evitar comportamentos de risco, como é o caso da onicofagia (termo médico para roer as unhas).

 

Toxoplasmose na gravidez

A toxoplasmose é uma doença preocupante para os pais. Apesar das palavras "gravidez" e "gatos" parecerem incompatíveis, a realidade é que não o são. Muitas das vezes são os gatos quem mais sofrem durante o período de gravidez, por perderem muito do carinho que até então recebiam dos seus tutores. Tudo devido ao medo do desenvolvimento de toxoplasmose na gravidez, incutido muitas vezes de forma errada nos pais.

O perigo de um gato doméstico ser a fonte de infeção de Toxoplasma Gondii é muito reduzido. Os gatos só eliminam os oocistos durante cerca de 10-14 dias, após novas infeções.

Para além das medidas acima referidas sobre como prevenir a toxoplasmose, as mulheres grávidas que tenham um gato em casa devem prevenir adicionalmente a toxoplasmose na gravidez pedindo a alguém para limpar a liteira e trocar o areão de forma regular.

A imunidade à toxoplasmose ocorre após o contacto com o parasita Toxoplasma Gondii, conferindo assim proteção a infeções futuras, incluindo as congénitas.

O vulgarmente denominado “exame de toxoplasmose” consiste na deteção de diferentes tipos de anticorpos frente ao parasita, permitindo saber se a infeção por Toxoplasma Gondii é recente ou não, o que em caso afirmativo durante a gravidez é indicativo de perigo de toxoplasmose congénita.

área de actuação

Oferecemos um serviço veterinário profissional para o seu animal de estimação, no seu ambiente natural: a sua própria casa. Deslocamo-nos em toda a área de :

Lisboa
Lisboa

Grande Lisboa , Ericeira , Mafra, Margem Sul e Setúbal

Porto
Porto

Grande Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Maia, Póvoa de Varzim e Vila do Conde

geral@vetsobrerodas.pt 917002923
marcar consulta online